100%
19.6.2019

Agenda 2030: Educação de Qualidade

É possível termos educação de qualidade acessível para todos? Esse é um dos objetivos da Agenda 2030 e falamos sobre ele neste artigo. ;)

Durante uma reunião da ONU em 2015, os líderes das principais  nações do mundo se comprometeram a cumprir a Agenda 2030, um plano de ação que reúne 17 objetivos para transformar o mundo e incentivar a adoção de práticas sustentáveis pelos governos.

Cada objetivo tem sua "checklist" com as metas detalhadas do que deve ser feito para atingi-lo.Aqui no blog já falamos sobre o objetivo Cidades e Comunidades Sustentáveis, nesse artigo queremos falar sobre a ODS4 da Agenda 2030 que se refere a educação de qualidade.

Pela educação de qualidade

A ODS4 está ligada diretamente a melhoria do sistema de ensino, seu principal objetivo é oferecer educação de qualidade para todos. Conforme retirado do site da Agenda 2030, as metas desse objetivo são:

  • Até 2030, garantir que todas as meninas e meninos completem o ensino primário e secundário livre, equitativo e de qualidade, que conduza a resultados de aprendizagem relevantes e eficazes
  • Até 2030, garantir que todos as meninas e meninos tenham acesso a um desenvolvimento de qualidade na primeira infância, cuidados e educação pré-escolar, de modo que eles estejam prontos para o ensino primário
  • Até 2030, assegurar a igualdade de acesso para todos os homens e mulheres à educação técnica, profissional e superior de qualidade, a preços acessíveis, incluindo universidade
  • Até 2030, aumentar substancialmente o número de jovens e adultos que tenham habilidades relevantes, inclusive competências técnicas e profissionais, para emprego, trabalho decente e empreendedorismo
  • Até 2030, eliminar as disparidades de gênero na educação e garantir a igualdade de acesso a todos os níveis de educação e formação profissional para os mais vulneráveis, incluindo as pessoas com deficiência, povos indígenas e as crianças em situação de vulnerabilidade
  • Até 2030, garantir que todos os jovens e uma substancial proporção dos adultos, homens e mulheres estejam alfabetizados e tenham adquirido o conhecimento básico de matemática
  • Até 2030, garantir que todos os alunos adquiram conhecimentos e habilidades necessárias para promover o desenvolvimento sustentável, inclusive, entre outros, por meio da educação para o desenvolvimento sustentável e estilos de vida sustentáveis, direitos humanos, igualdade de gênero, promoção de uma cultura de paz e não violência, cidadania global e valorização da diversidade cultural e da contribuição da cultura para o desenvolvimento sustentável
  • Construir e melhorar instalações físicas para educação, apropriadas para crianças e sensíveis às deficiências e ao gênero, e que proporcionem ambientes de aprendizagem seguros e não violentos, inclusivos e eficazes para todos
  • Até 2020, substancialmente ampliar globalmente o número de bolsas de estudo para os países em desenvolvimento, em particular os países menos desenvolvidos, pequenos Estados insulares em desenvolvimento e os países africanos, para o ensino superior, incluindo programas de formação profissional, de tecnologia da informação e da comunicação, técnicos, de engenharia e programas científicos em países desenvolvidos e outros países em desenvolvimento
  • Até 2030, substancialmente aumentar o contingente de professores qualificados, inclusive por meio da cooperação internacional para a formação de professores, nos países em desenvolvimento, especialmente os países menos desenvolvidos e pequenos Estados insulares em desenvolvimento

O impacto educação de qualidade

Mesmo com todos os esforços, o Brasil ainda não atingiu sua meta redução do analfabetismo e foi considerada a décima nação com mais desigualdade social do mundo. A desigualdade presente em nosso território não é apenas econômica e social, ela está presente também na rede de ensino.

Escolas sem carteiras, cadeiras em péssimas condições, banheiros sem papel higiênico e falta de computadores são só algumas das deficiências que podem ser encontradas nas escolas brasileiras.  Isso mostra como o nosso país precisa investir mais para ter educação de qualidade.

Através da educação é possível preparar cidadãos que sejam mais engajados em contribuir com a cidade e com o país, aderindo também as práticas sustentáveis propostas pela ONU. Além disso, a população mais preparada ajuda no desenvolvimento do país.

Quer saber mais sobre a Agenda 2030? Acompanhe o nosso blog e fique de olho nas redes sociais para receber todas as atualizações. 😉

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

4 - Consuma de forma consciente

Antes de comprar diversas “coisas” e “tendências tecnológicas”, sempre se pergunte: eu realmente preciso disso? Terá utilidade para mim e para minha família? Preciso comprar isso agora? O meio ambiente e o seu bolso vão te agradecer =)


5 - Reutilize folhas de papel

Sabe aquele trabalho escolar que você imprimiu no ano passado e tá guardado no armário, acumulando poeira? Aquele relatório que seu chefe adorou ver três meses atrás, mas que não precisa mais? Tudo isso pode ser reutilizado! Use o verso da folha para anotar recados e ideias, rabiscar, dê para crianças desenharem, imprima nos dois lados da folha ou utilize o verso para imprimir coisas que não são tão importantes e serão utilizadas para consumo próprio. Enfim, dá pra fazer tanta coisa!


 6 - Deixe seu carro em casa

Utilize mais transporte público e outros meios que não poluem o meio ambiente, como bicicletas e patinetes elétricos. Comece a caminhar mais também! Além de conseguir ver coisas que passam despercebidas quando você está de carro, você desestressa e pode até perder aqueles quilinhos “a mais”.


7 - Participe da Consulta Cidades Sustentáveis da ONU-Habitat

Além de ajudar a prefeitura da sua cidade e a ONU-Habitat a terem uma noção sobre como estão os esforços para atingir o ODS11 da ONU, você exerce sua cidadania falando para o governo sua opinião sobre esse assunto. Para responder à consulta, é muito simples: baixe o app do Colab em seu smartphone ou acesse https://consultas.colab.re/cidades-sustentaveis, preencha seu cadastro e responda o questionário. É fácil, rápido e você ainda ajuda sua cidade a se tornar cada vez mais sustentável!

Você sabe mais alguma forma de apoiar o desenvolvimento sustentável na sua cidade? Conta pra gente aqui nos comentários =)

Nat Almeida

Sobre o autor

Publicitária que escreve sobre criatividade na gestão pública e gosta de aleatoriedades. Responsável pelo blog do Colab e é amante de pães de queijo.