100%
1.3.2019

Como a tecnologia ajuda a Gestão Pública?

Imagine uma cidade onde não é necessário sair de casa para resolver problemas na prefeitura. Escrevemos esse artigo para mostrar como a tecnologia ajuda a gestão pública.

Imagine uma cidade onde não é necessário sair de casa para resolver problemas na prefeitura, onde você pode pedir por melhorias usando um aplicativo e recebe feedbacks sobre o andamento desses pedidos.

Imagine não ter formulários, filas de espera nas secretarias e só precisar comparecer a prefeitura para vender seu imóvel, se casar ou pedir o divórcio.

O que eu acabei de descrever pode parecer com o mundo ideal e inalcançável, mas já é realidade em países que abraçaram a tecnologia e os benefícios que ela traz para a gestão pública.

Neste artigo, iremos falar sobre como a tecnologia pode ajudar a gestão pública e trazer alguns cases das melhorias que ela já está trazendo para algumas cidades e países.

Serviços Públicos Digitais

Os serviços digitalizados já são realidade para alguns países.

Os países europeus, por exemplo, são os mais avançados na digitalização de serviços públicos, principalmente a Estônia onde 99% dos serviços públicos estão disponíveis pela internet (com exceção aos casamentos, divórcios e vendas de imóveis). Atualmente, o Governo do Brasil disponibiliza mais de 1,7 mil serviços públicos dos quais apenas 40% são totalmente digitais, através do site portal de serviços. Pelo site também é possível obter informações sobre taxas, contatos com os órgãos responsáveis e documentos necessários para utilizar os serviços.

Esse ainda não é o cenário ideal, mas mostra que o governo do nosso país já está caminhando em direção a digitalização de serviços.

Vantagens da Tecnologia

A digitalização de serviços e o uso da tecnologia nos setores públicos pode contribuir para:

  • Acelerar e simplificar processos para a população;
  • Facilitar o trabalho das secretarias municipais;  
  • Ajudar na captação e organização de dados.  

Fazendo bom uso da tecnologia, é possível obter dados para validar decisões tomadas pelas secretarias e pela prefeitura.

Por exemplo, pelo aplicativo do Colab a prefeitura de Curitiba recebeu denúncias de estacionamentos ilegais na cidade. Tendo essa informação, a Secretaria Municipal de Trânsito (SETRAN) realizou uma ação de fiscalização nos locais apontados pela população através do aplicativo e atuou em flagrante vários veículos estacionados em locais indevidos.

Em Niterói também houve uma ação de combate ao estacionamento irregular de veículos e novamente as regiões fiscalizadas foram apontadas pelos usuários do aplicativo Colab.

Através das redes sociais podemos ver moradores denunciando irregularidades em seus bairros e comunidades, falando sobre a falta de iluminação, problemas em vias públicas e depredação de patrimônio público.

A tecnologia já está ajudando a fiscalizar a cidade, mas ainda falta investir em maneiras de reunir os dados das reclamações para enviá-los aos setores responsáveis e analisar quais medidas devem ser tomadas para solucionar esses problemas.

O cidadão está acostumado ao uso da tecnologia, basta ver o número de smartphones ativos no país. Cabe ao setor público se adaptar a essa nova realidade e aceitar a ajuda da tecnologia na gestão pública, para engajar a população a ser mais participativa e presente nos processos de criação de políticas públicas.

Se atua no setor público e quer melhorar o modelo de gestão pública, participar ativamente da mudança da velha para a nova gestão pública, entender seu papel nessa transformação ou busca ferramentas para promover a mudança, venha conhecer o Curso de Gestão Pública Colaborativa do Colab.

Quer saber mais sobre gestão pública? Continue navegando pelo nosso blog, temos vários conteúdos legais para você. 🙂

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

4 - Consuma de forma consciente

Antes de comprar diversas “coisas” e “tendências tecnológicas”, sempre se pergunte: eu realmente preciso disso? Terá utilidade para mim e para minha família? Preciso comprar isso agora? O meio ambiente e o seu bolso vão te agradecer =)


5 - Reutilize folhas de papel

Sabe aquele trabalho escolar que você imprimiu no ano passado e tá guardado no armário, acumulando poeira? Aquele relatório que seu chefe adorou ver três meses atrás, mas que não precisa mais? Tudo isso pode ser reutilizado! Use o verso da folha para anotar recados e ideias, rabiscar, dê para crianças desenharem, imprima nos dois lados da folha ou utilize o verso para imprimir coisas que não são tão importantes e serão utilizadas para consumo próprio. Enfim, dá pra fazer tanta coisa!


 6 - Deixe seu carro em casa

Utilize mais transporte público e outros meios que não poluem o meio ambiente, como bicicletas e patinetes elétricos. Comece a caminhar mais também! Além de conseguir ver coisas que passam despercebidas quando você está de carro, você desestressa e pode até perder aqueles quilinhos “a mais”.


7 - Participe da Consulta Cidades Sustentáveis da ONU-Habitat

Além de ajudar a prefeitura da sua cidade e a ONU-Habitat a terem uma noção sobre como estão os esforços para atingir o ODS11 da ONU, você exerce sua cidadania falando para o governo sua opinião sobre esse assunto. Para responder à consulta, é muito simples: baixe o app do Colab em seu smartphone ou acesse https://consultas.colab.re/cidades-sustentaveis, preencha seu cadastro e responda o questionário. É fácil, rápido e você ainda ajuda sua cidade a se tornar cada vez mais sustentável!

Você sabe mais alguma forma de apoiar o desenvolvimento sustentável na sua cidade? Conta pra gente aqui nos comentários =)

Nat Almeida

Sobre o autor

Publicitária que escreve sobre criatividade na gestão pública e gosta de aleatoriedades. Responsável pelo blog do Colab e é amante de pães de queijo.