100%
22.5.2019

Como podemos ter um mundo mais colaborativo?

Como podemos ter um mundo mais colaborativo? Neste artigo falamos um pouco e compartilhamos a experiência do Colab nessa missão.

No Colab acreditamos no potencial da colaboração para termos cidades melhores com políticas públicas que realmente façam diferença para os cidadãos. Por essa razão, estamos sempre buscando conteúdos relevantes sobre gestão pública e compartilhando-os aqui no blog e em nossas redes sociais.

No dia 3 de junho lançaremos gratuitamente a nossa mais nova websérie: Inovação em Governos. Através dela queremos compartilhar os principais aprendizados que tivemos nesses 6 anos trabalhando com governos e mostrar que é possível inovar dentro do setor público.

Essa série é para todos que trabalham direta ou indiretamente com gestão pública e desejam ser agentes de transformação e inovação para a sua cidade. A série possui 4 episódios e, no último, falaremos como se capacitar ainda mais através do nosso curso de Gestão Pública Colaborativa (GPC).

A importância da colaboração

Quantas vezes você sentiu que estava colaborando para melhorar a sua cidade nos últimos tempos?

A colaboração contribui para qualquer avanço, seja dentro de uma comunidade, escola, empresa ou até mesmo na sua casa. Vemos exemplos disso em coworkings que reúnem pessoas diferentes no mesmo espaço, assim elas podem trocar ideias e experiências profissionais.

Nossa sociedade está lidando com desafios cada vez mais complexos e para solucioná-los é preciso envolver mais pessoas que possam contribuir com as soluções, por isso queremos ajudar na aproximação entre o governo e o cidadão através da tecnologia.

Afinal, é possível inovar dentro do setor público.Se você quer descobrir como pode inovar no setor público através da colaboração, inscreva-se aqui e acompanhe a minissérie Inovação em Governos gratuitamente. Te vejo lá!

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Nat Almeida

Sobre o autor

Publicitária metida a escritora que gosta de falar sobre criatividade na gestão pública e é uma grande amante dos pães de queijo.