100%
23.7.2019

Como tornar a cidade mais criativa?

As cidades podem ser criativas? Com os projetos certos e servidores públicos engajados, sim! Descubra como neste artigo ;)

Quando falamos de criatividade pensamos logo em pessoas criativas como pintores, escultores, músicos e artesãos. Mas, e as cidades, será que elas podem ser criativas? Com os projetos certos e servidores públicos engajados, as cidades podem “ser” mais criativas e inovadoras.

Quer tornar a cidade mais criativa? Então fique de olho nessas dicas.

As Cidades Criativas

Por muitos anos foi um desafio para quem trabalha com o setor público conquistar liberdade para ser criativo dentro da organização, ainda bem que o cenário está mudando e tem muita gente legal falando sobre isso.

A Ana Carla Fonseca, por exemplo, é administradora pública, economista e doutora em urbanismo, ela apresentou o TEDx “O que faz uma Cidade ser Criativa?” que serviu de referência para este artigo com as três características básicas que as cidades que desejam ser criativas precisam trabalhar. Essas características são:

Inovação

A cidade que está constantemente se reinventando é uma cidade criativa.

A reinvenção não é destruir os prédios antigos e substituir por construções modernas, ela pode ser vista como a adaptação da cidade para atender da melhor forma as necessidades da população.

Prédios históricos podem ser transformados em bibliotecas, locais de lazer com exposições e até hotéis para incentivar o turismo na região – como é o caso dos hotéis luxuosos que no passado eram presídios.

Em São Paulo um exemplo de reinvenção é o Parque da Juventude. Quem passa pelo parque cheio de opções de lazer, quadras de esporte, biblioteca e até uma ETEC não consegue imaginar que aquele lugar já abrigou o Complexo Penitenciário Carandiru.

Aproveitando-se de um espaço cheio de histórias de dor, a administração de São Paulo criou um novo local de lazer e cultura para os moradores da zona norte da cidade.

Conexões

Quanto maior a cidade, mais rápida é a vida de seus moradores. Em meio a rotinas corridas, as pessoas costumam perder suas conexões com a cidade onde moram. Para que a cidade seja mais criativa, os habitantes devem se reconectar com ela. Toda cidade tem sua história e a valorização do passado pode contribuir para que ocorram mais conexões entre os moradores e a cidade. Mas como as pessoas vão conhecer a história da cidade?

Placas informando sobre o que aconteceu naquela região em algum prédio importante ou estações de metrô próximas, propostas de passeios por pontos históricos e divulgação de curiosidades históricas da região facilitam a divulgação dessas informações.

Cultura

Um dos pilares de qualquer sociedade é a cultura, por esse motivo ela deve ser constantemente valorizada pela administração pública.

A gastronomia local tem suas peculiaridades? Artesanato? Folclore? Essas e outras coisas mostram um pouco da cultura da cidade e podem ser expostas através de festivais e feiras no centro, facilitando o acesso dos cidadãos e turistas a elas.

Através de pequenas ações criativas, a cidade consegue se aproximar da população promovendo sua cultura e novas conexões.

Conhece algum exemplo legal de cidade criativa? Compartilhe conosco nos comentários e continue navegando no blog para aprender mais sobre gestão pública.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

4 - Consuma de forma consciente

Antes de comprar diversas “coisas” e “tendências tecnológicas”, sempre se pergunte: eu realmente preciso disso? Terá utilidade para mim e para minha família? Preciso comprar isso agora? O meio ambiente e o seu bolso vão te agradecer =)


5 - Reutilize folhas de papel

Sabe aquele trabalho escolar que você imprimiu no ano passado e tá guardado no armário, acumulando poeira? Aquele relatório que seu chefe adorou ver três meses atrás, mas que não precisa mais? Tudo isso pode ser reutilizado! Use o verso da folha para anotar recados e ideias, rabiscar, dê para crianças desenharem, imprima nos dois lados da folha ou utilize o verso para imprimir coisas que não são tão importantes e serão utilizadas para consumo próprio. Enfim, dá pra fazer tanta coisa!


 6 - Deixe seu carro em casa

Utilize mais transporte público e outros meios que não poluem o meio ambiente, como bicicletas e patinetes elétricos. Comece a caminhar mais também! Além de conseguir ver coisas que passam despercebidas quando você está de carro, você desestressa e pode até perder aqueles quilinhos “a mais”.


7 - Participe da Consulta Cidades Sustentáveis da ONU-Habitat

Além de ajudar a prefeitura da sua cidade e a ONU-Habitat a terem uma noção sobre como estão os esforços para atingir o ODS11 da ONU, você exerce sua cidadania falando para o governo sua opinião sobre esse assunto. Para responder à consulta, é muito simples: baixe o app do Colab em seu smartphone ou acesse https://consultas.colab.re/cidades-sustentaveis, preencha seu cadastro e responda o questionário. É fácil, rápido e você ainda ajuda sua cidade a se tornar cada vez mais sustentável!

Você sabe mais alguma forma de apoiar o desenvolvimento sustentável na sua cidade? Conta pra gente aqui nos comentários =)

Nat Almeida

Sobre o autor

Publicitária que escreve sobre criatividade na gestão pública e gosta de aleatoriedades. Responsável pelo blog do Colab e é amante de pães de queijo.