100%
26.4.2021

Dicas de gestão: Como ser mais produtivo no setor público

Segundo artigo do Apolitical, a luta constante entre ética e desempenho faz com que servidores enfrentem desafios de produtividade.

Neste texto, trouxemos uma análise crítica feita pela professora Shainaz Firfiray, membro associada do grupo Organização e Gestão de Recursos Humanos da Warwick Business School (Universidade de Warwick), na Inglaterra,  publicada recentemente  no Apolitical sobre como os gestores podem melhorar a capacidade de produção de suas equipes.

De forma resumida, a professora Shainaz leva em consideração quatro pontos de partida para auxiliar na melhoria dos papéis exercidos pelos servidores públicos. Além disso, ela destaca a importância dos relacionamentos duradouros para gerar confiança, comprometimento e compreensão dos principais objetivos políticos trabalhados.

"Existem dificuldades consideráveis ​​em gerar e manter a confiança nos serviços públicos. A colaboração eficaz pode exigir competências políticas que vão além das habilidades de liderança de um gestor público. Isso envolve um julgamento sólido sobre como mobilizar diferentes partes interessadas para investir seu conhecimento, energia e recursos na garantia de resultados de políticas eficazes." pontua. Confira também a matéria sobre tornar a gestão pública mais eficiente.

Sabemos que as ações governamentais podem ser burocráticas e lentas, por questões sociais que envolvem a atenção dos governantes, então cabe aos gestores adotarem abordagens flexíveis para ajudarem os processos que os servidores colocam em curso diariamente, mantendo assim a produtividade em alta.

Aqui no Colab adoramos inovar na gestão pública!

Por isso, disponibilizamos alguns conteúdos mais completos que falam sobre gestão pública. Deixe o seu melhor e-mail para recebê-los!

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Confira abaixo as quatro dicas da professora Shainaz.

Motivação e mudança

"Encontrar o significado no trabalho é o precursor natural da eficiência e do alto desempenho", comenta. Muitos servidores se identificam com as limitações do seu envolvimento profissional junto ao cidadão e acabam se desmotivando. O verdadeiro significado de ser o precursor das mudanças positivas na vida das pessoas acaba sendo a maior responsabilidade profissional.

Dica: Identificar questões internas que os servidores públicos desejam mudar e instituir métodos que possam viabilizar essa mudança. Lembrando que a produtividade é resultado da auto satisfação com o trabalho bem executado. 

Prioridades

Saber priorizar as tarefas e compromissos, mesmo que às vezes entrem em conflito e divida a atenção, é muito importante. Fazer a escolha certa ao definir quais serão as mais importantes atividades do dia faz parte de priorizar as demandas. "Uma maneira dos servidores públicos fazerem isso é identificar as áreas de seu trabalho pelas quais eles se sentem mais apaixonados, porque essas são as áreas onde provavelmente terão um verdadeiro impacto", justifica Shainaz.

Dica: Classifique as tarefas de acordo com o escopo de trabalho, priorizando cada uma delas. Isso traz uma direção melhor para o funcionário além de proporcionar foco e reduzir o estresse causado por preocupações futuras.

Habilidades interpessoais

Cada vez mais os funcionários são analisados pelo desempenho emocional e psicológico no trabalho. No setor público estão sendo cobradas pequenas habilidades como desempenhos interpessoais, analíticos e colaborativos. "Pode parecer difícil alinhar a compaixão com os valores de neutralidade e objetividade característicos da administração pública. As reformas atuais no campo público exigem que os gestores mostrem maior receptividade aos superiores políticos e se identifiquem emocionalmente com certas políticas, " explica. 

Dica: As relações interpessoais entre os gestores e as equipes é primordial para melhorar o nível de produtividade do time, assim como as relações construídas com outras pessoas, o que torna um ambiente de trabalho saudável.  

Inteligência emocional

"Interagir com as pessoas para resolver problemas complexos pode causar exaustão  e desgaste emocional. Portanto, para melhorar o desempenho e produtividade, o gestor precisa refletir sobre o impacto emocional do seu trabalho", afirma Shainaz. Os profissionais que estão cientes do desgaste emocional causado pelo trabalho são os que mais valorizam o descanso e a reflexão diária do seu próprio esforço de trabalho.

Dica: Se afastar dos problemas é uma ótima solução para a resolução deles. Praticar o autocuidado faz parte de uma prevenção psicológica do estresse relacionado ao trabalho.


Esse último tópico levantado pela professora é o reflexo do excesso de trabalho que muitos estão tendo com atividades profissionais em home office, por conta da pandemia do Covid-19. O termo burnout é um dos principais indicativos de que essa geração é uma das que mais adoecem por conta do esgotamento físico e mental causado pelo trabalho. 

"É importante lembrar que sua identidade pessoal não consiste apenas em seu trabalho. Ao finalizar o trabalho e desempenhar outros papéis e relacionamentos, você aumenta sua capacidade de cuidar do seu bem-estar." finaliza Shainaz Firfiray.


Confira abaixo as quatro dicas da professora Shainaz.

Motivação e mudança

"Encontrar o significado no trabalho é o precursor natural da eficiência e do alto desempenho", comenta. Muitos servidores se identificam com as limitações do seu envolvimento profissional junto ao cidadão e acabam se desmotivando. O verdadeiro significado de ser o precursor das mudanças positivas na vida das pessoas acaba sendo a maior responsabilidade profissional.

Dica: Identificar questões internas que os servidores públicos desejam mudar e instituir métodos que possam viabilizar essa mudança. Lembrando que a produtividade é resultado da auto satisfação com o trabalho bem executado. 

Prioridades

Saber priorizar as tarefas e compromissos, mesmo que às vezes entrem em conflito e divida a atenção, é muito importante. Fazer a escolha certa ao definir quais serão as mais importantes atividades do dia faz parte de priorizar as demandas. "Uma maneira dos servidores públicos fazerem isso é identificar as áreas de seu trabalho pelas quais eles se sentem mais apaixonados, porque essas são as áreas onde provavelmente terão um verdadeiro impacto", justifica Shainaz.

Dica: Classifique as tarefas de acordo com o escopo de trabalho, priorizando cada uma delas. Isso traz uma direção melhor para o funcionário além de proporcionar foco e reduzir o estresse causado por preocupações futuras.

Habilidades interpessoais

Cada vez mais os funcionários são analisados pelo desempenho emocional e psicológico no trabalho. No setor público estão sendo cobradas pequenas habilidades como desempenhos interpessoais, analíticos e colaborativos. "Pode parecer difícil alinhar a compaixão com os valores de neutralidade e objetividade característicos da administração pública. As reformas atuais no campo público exigem que os gestores mostrem maior receptividade aos superiores políticos e se identifiquem emocionalmente com certas políticas, " explica. 

Dica: As relações interpessoais entre os gestores e as equipes é primordial para melhorar o nível de produtividade do time, assim como as relações construídas com outras pessoas, o que torna um ambiente de trabalho saudável.  

Inteligência emocional

"Interagir com as pessoas para resolver problemas complexos pode causar exaustão  e desgaste emocional. Portanto, para melhorar o desempenho e produtividade, o gestor precisa refletir sobre o impacto emocional do seu trabalho", afirma Shainaz. Os profissionais que estão cientes do desgaste emocional causado pelo trabalho são os que mais valorizam o descanso e a reflexão diária do seu próprio esforço de trabalho.

Dica: Se afastar dos problemas é uma ótima solução para a resolução deles. Praticar o autocuidado faz parte de uma prevenção psicológica do estresse relacionado ao trabalho.


Esse último tópico levantado pela professora é o reflexo do excesso de trabalho que muitos estão tendo com atividades profissionais em home office, por conta da pandemia do Covid-19. O termo burnout é um dos principais indicativos de que essa geração é uma das que mais adoecem por conta do esgotamento físico e mental causado pelo trabalho. 

"É importante lembrar que sua identidade pessoal não consiste apenas em seu trabalho. Ao finalizar o trabalho e desempenhar outros papéis e relacionamentos, você aumenta sua capacidade de cuidar do seu bem-estar." finaliza Shainaz Firfiray.


Lívia Donadeli

Sobre o autor

Jornalista de formação, marketeira por imposição. Sempre em busca de pessoas que inspiram. Uma entusiasta por movimentos sociais.