100%
8.12.2015

Geografia econômica e o Bolsa Família

Você acha que a geografia econômica devia influenciar o Bolsa Família? Compartilhe a sua opinião respondendo a consulta que estamos lançando junto com a Revista Época.

Atualmente, os critérios de entrada para o Programa Bolsa Família contemplam basicamente renda per capita mensal e a existência de crianças na composição familiar. No caso, são candidatas a receber o benefício:

  • Todas as famílias com renda por pessoa de até R$ 77 mensais;
  • Todas as famílias com renda por pessoa entre R$ 77,01 e R$ 154 mensais, desde que tenham, em sua composição crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

Desde a implementação do programa, o critério geográfico nunca foi contemplado na determinação do valor recebido pelos beneficiários do Programa.

O Brasil é um país de dimensões continentais, com peculiaridades culturais e econômicas, o que torna o custo de vida também diverso nas várias regiões. Isso significa que uma mesma cesta de produtos possuirá precificação diferenciada em regiões distintas do país.

Por outro lado, é sabido que os preços flutuam e adequar o valor do benefício à realidade de cada região pode se tornar um enorme entrave à implementação do programa.O Colab e a Época querem saber o que você pensa: o local de residência do beneficiário deve ser um critério na hora de determinar o valor do benefício?

Não esqueça de justificar o seu voto!

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

4 - Consuma de forma consciente

Antes de comprar diversas “coisas” e “tendências tecnológicas”, sempre se pergunte: eu realmente preciso disso? Terá utilidade para mim e para minha família? Preciso comprar isso agora? O meio ambiente e o seu bolso vão te agradecer =)


5 - Reutilize folhas de papel

Sabe aquele trabalho escolar que você imprimiu no ano passado e tá guardado no armário, acumulando poeira? Aquele relatório que seu chefe adorou ver três meses atrás, mas que não precisa mais? Tudo isso pode ser reutilizado! Use o verso da folha para anotar recados e ideias, rabiscar, dê para crianças desenharem, imprima nos dois lados da folha ou utilize o verso para imprimir coisas que não são tão importantes e serão utilizadas para consumo próprio. Enfim, dá pra fazer tanta coisa!


 6 - Deixe seu carro em casa

Utilize mais transporte público e outros meios que não poluem o meio ambiente, como bicicletas e patinetes elétricos. Comece a caminhar mais também! Além de conseguir ver coisas que passam despercebidas quando você está de carro, você desestressa e pode até perder aqueles quilinhos “a mais”.


7 - Participe da Consulta Cidades Sustentáveis da ONU-Habitat

Além de ajudar a prefeitura da sua cidade e a ONU-Habitat a terem uma noção sobre como estão os esforços para atingir o ODS11 da ONU, você exerce sua cidadania falando para o governo sua opinião sobre esse assunto. Para responder à consulta, é muito simples: baixe o app do Colab em seu smartphone ou acesse https://consultas.colab.re/cidades-sustentaveis, preencha seu cadastro e responda o questionário. É fácil, rápido e você ainda ajuda sua cidade a se tornar cada vez mais sustentável!

Você sabe mais alguma forma de apoiar o desenvolvimento sustentável na sua cidade? Conta pra gente aqui nos comentários =)

Colab

Sobre o autor

Somos a rede social para cidadania e a ponte entre você e o governo. Eleitos o melhor app urbano do mundo.