100%
29.1.2020

Tendências de mobilidade urbana para a próxima década

O que você espera da mobilidade urbana nos próximos 10 anos? Neste artigo, a gente te conta quais são as apostas do Colab ;)

Com o crescimento das cidades e um maior número de pessoas precisando se locomover todos os dias, a sociedade têm buscado cada vez mais por soluções para desafogar os sistemas viários. Por isso, diversas empresas têm investido pesadamente em novas tecnologias e modais para reverter esta situação.

Mas qual é a melhor saída para resolver isto? Seria a tecnologia a melhor arma para combater este problema?

O Tecmundo falou um pouco sobre isso e nós elencamos algumas das principais tendências de mobilidade urbana para os próximos anos, confira a seguir.

Transporte compartilhado

Um tendência atual, e que está ganhando cada vez mais força, é a questão de transporte compartilhado. O uso de patinetes elétricos, bicicletas e até carros compartilhados - alguns deles elétricos - está se popularizando cada vez mais nas cidades, pois além de ser prático, ajudar a economizar e estar presente em diversos pontos da cidade. O compartilhamento de transporte também tem sido necessário para diminuir o número de veículos nas ruas e a quantidade de poluição emitida, sendo muitas vezes viabilizado através de aplicativos.

Carros sem motoristas

A automação dos veículos também está na mira da indústria automobilística. Atualmente, os protótipos já podem frear, acelerar e guiar sozinhos em determinadas situações. Os próximos avanços permitirão que os motoristas não precisem mais utilizar as mãos para guiar o veículo e que os próprios automóveis possam se comunicar entre si.


Quer aprender mais sobre inovação em governos?

Deixe o seu melhor e-mail aqui embaixo e receba uma trilha de conteúdos únicos - e gratuitos! - que desenvolvemos sobre Gestão, Pessoas, Tecnologia e Inovação.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Veículos sustentáveis

A demanda por sustentabilidade cresce mais a cada dia, por isso diversas empresas têm investido em veículos elétricos. Somente a BYD, líder no mercado de carros elétricos, produz cerca de 30 mil unidades por mês. Uma outra tendência é o aumento no uso de veículos como patinetes elétricos e bicicletas, já que este tipo de transporte nas cidades tem sido bastante incentivado por diminuir a quantidade de carros nas ruas, não poluir e proporcionar maior qualidade de vida à população.

Os carros voadores

Semelhantes a drones, os automóveis voadores já estão sendo desenvolvidos por empresas como Hyundai, Uber e NEC Corp. A previsão é que em três anos eles já estejam sobrevoando distâncias curtas e que em meados da próxima década táxis e caminhões aéreos já operem pelo mundo todo.

Inteligência artificial e realidade aumentada

A indústria automotiva tem investido bastante em realidade aumentada em seus novos protótipos. Estão em período de testes painéis que mostram ao motorista obstáculos à frente, assim como outras informações sobre a região, como nome de ruas, velocidade permitida etc. As montadoras estão investindo também em inteligência artificial para integrar todas as partes dos carros, de modo que o sistema central, analisando a situação do conjunto, ajusta automaticamente o veículo conforme necessário.

Como podemos ver, quase todas as apostas do mercado para solucionar os problemas de mobilidade urbana estão na tecnologia. Porém, não é somente isso que deve ser mudado, é necessário que hajam mais investimentos por parte dos governos em infraestrutura viária e em meios de transporte alternativos, além de uma conscientização da população para que utilize modais mais sustentáveis e dê preferência ao transporte coletivo ou compartilhado.

Ana Mendonça

Sobre o autor

Ana Mendonça é jornalista e gestora de políticas públicas. Defensora de uma linguagem simples na administração pública, acredita no poder do cidadão e no protagonismo do servidor.