100%
7.11.2018

Um guia para falar dos ODS (sem passar vergonha)

Tem se falado cada vez mais sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (os ODS). Mas o que são estes objetivos, e quem os estabeleceu? Essas respostas você encontra aqui.

Tem se falado cada vez mais sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (os ODS). Mas o que são estes objetivos, e quem os estabeleceu?

Estamos aqui para te ajudar a entender alguns aspectos básicos dos ODS, tanto para você conseguir falar deles sem passar vergonha, mas também porque você precisa saber o que eles são e começar a agir. Mesmo!

Os ODS são uma agenda mundial com 17 objetivos e 169 metas para serem atingidos até 2030 (por isso que chamamos também de Agenda 2030). Essa agenda foi definida em 2015 durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, lá em Nova York, na sede da ONU. Essa Agenda, e cada um dos ODS, afirma que precisamos tomar medidas ousadas e transformadoras para colocar o mundo em um caminho sustentável.

Ao falar em desenvolvimento sustentável, existe um grande campo de estudos que traz diferentes conceitos para o tema, mas aqui podemos pensar que é o desenvolvimento capaz de obter o crescimento econômico necessário, garantindo a capacidade de atender às próximas gerações. Em uma pesquisa que fizemos no início do ano com usuários do Colab, a maioria definiu cidade sustentável como uma cidade que atenda às necessidades da população atual, mas sem comprometer as necessidades das próximas gerações. Ou seja, não é apenas olhar para o meio ambiente, como muitas pessoas acham, mas é considerar sempre o aspecto econômico, o social e o ambiental.

Quando estamos falando dos ODS, é interessante porque eles integram uma quarta dimensão a essa lógica: a institucional. O trecho abaixo é a explicação dessas dimensões, divulgada no site Estratégia ODS:

Social: relacionada às necessidades humanas, de saúde, educação, melhoria da qualidade de vida e justiça.

Ambiental: trata da preservação e conservação do meio ambiente, com ações que vão da reversão do desmatamento, proteção das florestas e da biodiversidade, combate à desertificação, uso sustentável dos oceanos e recursos marinhos até a adoção de medidas efetivas contra mudanças climáticas.

Econômica: aborda o uso e o esgotamento dos recursos naturais, a produção de resíduos, o consumo de energia, entre outros.

Institucional: diz respeito às capacidades de colocar em prática os ODS.Tendo entendido então o que é desenvolvimento sustentável, e o que é a Agenda 2030, agora você precisa saber quais são os temas abordados pelos ODS.

imagem com o logo das ODS

O ODS 17, sobre parcerias de implementação, tem tudo a ver com a quarta dimensão mencionada acima, a institucional, e este é um dos grandes diferenciais dos ODS em relação à agendas anteriores de desenvolvimento, como os Objetivos de Desenvolvimento do Milienio (ODM).

E por que você precisa saber dos ODS?Porque, independente da sua atuação, essa é uma agenda que precisa ser adotada pelos mais diversos atores para que o projeto tenha sucesso. É necessário envolver as organizações da sociedade civil, do setor privado, de governos locais e da academia, além de também engajar cada indivíduo em suas ações individuais.

E será que estamos perto de atingir esses objetivos?

Ninguém melhor do que nós mesmos para responder isso, né? Responde essa consulta avaliando a sua percepção sobre Cidades Sustentáveis (o ODS 11), e logo que você terminar de preencher já vai vir um gráfico te mostrando os resultados.

E no começo de 2019, quando tivermos finalizado essa coleta de percepções da população, vamos disponibilizar um relatório consolidado das respostas!

Quer saber mais sobre os ODS, e sobre como as cidades se envolvem com essa agenda?

Vem cá, na terça que vem teremos um Webinar sobre isso, às 10hrs! Se inscreve aqui no link: https://pages.colab.re/landing-webinar-cidades-colaborativas-e-o-desenvolvimento-sustentavel

Depois conta pra gente se esse artigo foi útil, e compartilha também quais ações você tem tomado para alcançar os ODS até 2030!

Banner roxo com o logo do Onu-Habitat e Colab

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

4 - Consuma de forma consciente

Antes de comprar diversas “coisas” e “tendências tecnológicas”, sempre se pergunte: eu realmente preciso disso? Terá utilidade para mim e para minha família? Preciso comprar isso agora? O meio ambiente e o seu bolso vão te agradecer =)


5 - Reutilize folhas de papel

Sabe aquele trabalho escolar que você imprimiu no ano passado e tá guardado no armário, acumulando poeira? Aquele relatório que seu chefe adorou ver três meses atrás, mas que não precisa mais? Tudo isso pode ser reutilizado! Use o verso da folha para anotar recados e ideias, rabiscar, dê para crianças desenharem, imprima nos dois lados da folha ou utilize o verso para imprimir coisas que não são tão importantes e serão utilizadas para consumo próprio. Enfim, dá pra fazer tanta coisa!


 6 - Deixe seu carro em casa

Utilize mais transporte público e outros meios que não poluem o meio ambiente, como bicicletas e patinetes elétricos. Comece a caminhar mais também! Além de conseguir ver coisas que passam despercebidas quando você está de carro, você desestressa e pode até perder aqueles quilinhos “a mais”.


7 - Participe da Consulta Cidades Sustentáveis da ONU-Habitat

Além de ajudar a prefeitura da sua cidade e a ONU-Habitat a terem uma noção sobre como estão os esforços para atingir o ODS11 da ONU, você exerce sua cidadania falando para o governo sua opinião sobre esse assunto. Para responder à consulta, é muito simples: baixe o app do Colab em seu smartphone ou acesse https://consultas.colab.re/cidades-sustentaveis, preencha seu cadastro e responda o questionário. É fácil, rápido e você ainda ajuda sua cidade a se tornar cada vez mais sustentável!

Você sabe mais alguma forma de apoiar o desenvolvimento sustentável na sua cidade? Conta pra gente aqui nos comentários =)

Colab

Sobre o autor

Somos a rede social para cidadania e a ponte entre você e o governo. Eleitos o melhor app urbano do mundo.