2/3/2020
Cidadão

A ONU e as Mulheres

Que a ONU é subdividida em diversos órgãos e departamentos, todo mundo já sabe. Mas você sabia que existe um órgão voltado apenas às mulheres? Te contamos tudo sobre ele neste artigo.

No mês de março comemoramos o Dia Internacional da Mulher, data em que recordamos toda a luta feminista ocorrida nos séculos XIX e XX em busca de igualdade de direitos. Por isso, nosso blog - que é majoritariamente escrito por elas - dedicará parte dos conteúdos do mês para mostrar a atuação da mulher na sociedade e no setor público. 

Portanto, já começamos março falando de uma das principais organizações de representação feminina: a ONU Mulheres.

O que é?

A ONU Mulheres é a divisão da Organização das Nações Unidas (ONU) voltada à defender os direitos humanos de mulheres e meninas residentes em seus países associados.

Criada em 2010, dá continuidade ao trabalho de 20 anos do Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher (UNIFEM), apoiando movimentos e articulações de mulheres e feministas.

A instituição é sediada em Nova Iorque e possui escritórios em quatro continentes. No Brasil, seu escritório fica localizado no Distrito Federal.


Áreas de atuação

A organização atua em parcerias com os três poderes, universidades, empresas e sociedade civil, defendendo os compromissos internacionais firmados pelos países membros que visam proteger meninas, mulheres e seus direitos humanos.

Dentre as áreas de maior atuação do órgão, estão:

empoderamento econômico;

fim da violência contra mulheres e meninas;

governança e planejamento

liderança e participação política das mulheres

normas globais e regionais;

paz e segurança e emergências humanitárias.


Curiosidades

A atriz inglesa Emma Watson, conhecida pela sua personagem Hermione na franquia Harry Potter, é a Embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres, estando à frente de diversas campanhas voltadas à equidade de gênero, como a HeForShe (ElesPorElas, em português);

A eleita por 6 vezes melhor jogadora de futebol do mundo, Marta Silva, também foi nomeada como Embaixadora da Boa Vontade da instituição;

No Brasil, algumas atrizes foram nomeadas embaixadoras e defensoras da ONU Mulheres. Em 2015, Camila Pitanga foi nomeada embaixadora nacional da instituição, enquanto Juliana Paes assumiu a posição de Defensora para a Prevenção e a Eliminação da Violência contra as Mulheres. Já em 2017 foi a vez da atriz Taís Araújo e da roteirista e escritora Kenia Maria serem nomeadas Defensoras dos Direitos das Mulheres Negras no país.


Em um mundo no qual 6 mulheres são assassinadas por hora devido ao seu gênero, e em um país no qual uma mulher é assassinada a cada duas horas, a atuação da ONU Mulheres se faz mais do que necessária na defesa dos direitos humanos delas, principalmente no que se refere ao direito à vida. 


Inscreva-se para receber nossa newsletter e saber mais sobre governos.

Inscrição enviada com sucesso. Obrigada!
Oops! Algo deu errado no seu formulário!
A ONU e as Mulheres

Ana Mendonça

Ana Mendonça é jornalista e gestora de políticas públicas. Defensora de uma linguagem simples na administração pública, acredita no poder do cidadão e no protagonismo do gestor.