2/2/2022
Governo

Como Palmas incluiu as opiniões de cerca de 3,5 mil pessoas no PPA da cidade

Realização de PPA participativo de forma digital aumentou o número de participações em 400%, contando com a contribuição de mais de 1% da população na elaboração do documento.

Como já falamos aqui no blog, os responsáveis por elaborar e aprovar o Plano Plurianual (PPA) da cidade são o prefeito e os vereadores, certo? Mas isso não significa que eles devem e querem fazer isso sozinhos, muito pelo contrário, quanto mais gente participar, melhor!

Por este motivo, a prefeitura de Palmas (TO) decidiu fazer um PPA participativo, no qual toda a população pudesse opinar de forma segura sobre as prioridades da cidade nos próximos quatro anos. Isso já havia sido feito em oportunidades anteriores através de audiências públicas presenciais, mas com a pandemia da Covid-19 essa possibilidade tornou-se inviável. 

O uso do aplicativo do Colab na construção do PPA Participativo proporcionou um aumento de quase 5x mais participantes em relação à edição anterior, na qual a participação popular só poderia ocorrer presencialmente em audiências públicas, com um crescimento de cerca de 400% na participação popular.

Segundo o Superintendente de Planejamento e Orçamento de Palmas, José Augusto Júnior, a prefeitura desejava contar com a participação da maior quantidade de bairros possível. “Alcançamos 72% dos nossos bairros (total de 286), um número que consideramos bom. Nas outras consultas eram por regiões, então não tínhamos essa noção de participação”, destacou.

O novo formato adotado pela prefeitura foi aprovado pela população. Segundo a Secretária de Comunicação de Palmas, Ivonete Motta, a dinâmica dos colaboradores da prefeitura também influenciou muito o sucesso da consulta. “Palmas adotou o Colab como ferramenta dessa consulta, e como toda mudança, houve impacto e algumas dificuldades, mas é pacífico junto aos líderes sociais que esse formato veio para ficar e que o digital é o caminho mais rápido para se chegar ao poder público”, afirmou a secretária.

O segredo do sucesso

Além de contar com a colaboração dos gestores públicos no engajamento à população, a prefeitura teve ainda ajuda dos próprios cidadãos, que incentivavam uns aos outros a participarem do processo.

Os embaixadores também fizeram um trabalho essencial na divulgação da consulta. Estudantes e professores do Instituto Federal do Tocantins integraram o Programa Colaboradores de Palmas para o Amanhã, e segundo Ivonete “a dinâmica dos Colaboradores rendeu ao PPA de Palmas um engajamento de quase metade das participações totais da ação”, destacou a secretária.

Outro fator determinante para o sucesso do projeto foi a forma como a prefeitura se comunicou com as pessoas. Utilizando uma linguagem simples para explicar o que é um PPA e a importância da participação popular em sua formulação, os gestores usaram e abusaram da criatividade, de forma bem humorada, em peças de divulgação e vídeos veiculados nas redes sociais e grupos de Whatsapp.

Resultados

A população escolheu três áreas que serão priorizadas nos próximos quatro anos pela Prefeitura, sendo elas educação, saúde e proteção social. O orçamento destinado à pasta de educação para 2022 teve um crescimento de mais de 21% se comparado com os recursos destinados em 2021. Ao todo, a Prefeitura de Palmas destinará R$2,9 bilhões para atender às demandas classificadas como prioritárias pela população.

Para um bom desenvolvimento do município, é essencial que os governantes façam como foi feito na cidade de Palmas e incluam a população no planejamento a longo prazo.



Inscreva-se para receber nossa newsletter e saber mais sobre governos.

Inscrição enviada com sucesso. Obrigada!
Oops! Algo deu errado no seu formulário!
Como Palmas incluiu as opiniões de cerca de 3,5 mil pessoas no PPA da cidade

Ana Mendonça

Ana Mendonça é jornalista e gestora de políticas públicas. Defensora de uma linguagem simples na administração pública, acredita no poder do cidadão e no protagonismo do gestor.